Primeiros Erros

35 comentários

Capital Inicial

Meu caminho é cada manhã
Não procure saber onde estou
Meu destino não é de ninguém
E eu não deixo
Os meus passos no chão
Se você não entende, não vê
Se não me vê, não entende…

Não procure saber onde estou
Se o meu jeito te surpreende
Se o meu corpo virasse sol
Se minha mente virasse sol
Mas só chove e chove
Chove e chove…

Refrão:
Se um dia eu pudesse ver
Meu passado inteiro
E fizesse parar de chover
Nos primeiros erros
Meu corpo viraria sol
Minha mente viraria sol
Mas só chove e chove
Chove e chove…(2x)

Meu corpo viraria sol
Minha mente viraria
Mas só chove e chove
Chove e chove
Meu corpo viraria sol
Minha mente viraria sol
Mas só chove e chove
Chove e chove…


35 comments on “Primeiros Erros

  1. Mila disse:

    Acabei de ter um insight sobre essa música, uma coisa de Chico Xavier.. kkk

    Vamos lá…
    Acho que a música fala de um amor complicado entre duas pessoas… Eu acho que existe amor em ambas as partes, porém uma pessoa prefere não se relacionar com a outra por ser uma pessoa livre, diferente, ou até mesmo por ter medo de que seu jeito machuque a outra pessoa, ou seja, é um amor bem protetor.

    Explicando melhor…
    ” Meu caminho é cada manhã
    Não procure saber onde estou
    Meu destino não é de ninguém
    E eu não deixo meus passos no chão
    Se você não entende, não vê
    Se não me vê, não entende…
    Não procure saber onde estou
    Se o meu jeito te surpreende”

    O que eu acabei de dizer… essa pessoa diz quem é. Agora ela vai explicar direitinho o porque de não se envolver com seu amor:

    “Se um dia eu pudesse ver
    Meu passado inteiro
    E fizesse parar de chover
    Nos PRIMEIROS ERROS”

    Foi aqui o meu insight, vi uma metáfora incrível…

    A chuva significa um tempo propício pra que ele faça as cagadas, ou até mesmo pode ser os próprios erros! Então o sol seria a ausência deles. Ele desejava que não chovesse mais porque o “corpo viraria sol” e a “mente viraria sol” mas “só chove e chove”.. Ou seja, o ambiente só o induz a cometer mais erros, ou ele só “erra e erra” (e é o que faz mais sentido pra mim!)

    Se alguém tiver outra interpretação para essa letra INCRÍVEL de Zambianchi eu adoraria descobrir!
    Att,

    Mila R.

  2. sofia disse:

    Acho que os primeiros erros que ocasionaram todos os outros. Se eles não tivessem acontecido, ele não teria cometido nenhum erro:

    “Se um dia eu pudesse ver
    Meu passado inteiro
    E fizesse parar de chover
    Nos primeiros erros
    Meu corpo viraria sol
    Minha mente viraria sol
    Mas só chove e chove
    Chove e chove”

    se tivesse “sol” nos primeiros erros, tudo seria “sol”.

  3. Thalita disse:

    Olá, eu acho esta música muito bacana, mas gosto muito também da musica “algum dia” porém não consigo interpretá-la.
    Será que algum de vocês poderiam me ajudar?

  4. gabriel disse:

    A música fala que a pessoa começou se perder nos primeiros erros, que foi tipo uma bola de neve.Que a pessoa tem vontade de melhorar, mas não consegue(mas só chove chuvaa).Se lea pudesse voltar no tempo, talvez não estaria essa merda a vida dela

  5. Rosana disse:

    Como o título da musica mesmo diz, a questão são os primeiros erros. Ele fala ele pudesse voltar atrás, pudesse começar de novo não cometeria os erros que cometeu no passado e a vida seria diferente.
    Linda muisca e a metafora maravilhosa.

  6. antonio disse:

    Acredito que a música fala de uma relacionamento que não deu certo, na verdade nem existiu, sendo que no início o autor é inflexível, não muda sua forma de ser por causa da outra pessoa, mas com o passar do tempo arrepende-se e afirma que:

    “Se um dia eu pudesse ver
    Meu passado inteiro
    E fizesse parar de chover
    Nos primeiros erros
    Meu corpo viraria sol
    Minha mente viraria sol
    Mas só chove e chove
    Chove e chove…”

    se não tivesse errado naquele momento inicial, de inflexibilidade, hoje seu corpo e sua mente virariam Sol, ou seja, estariam em harmonia, sua mente ficaria clara e não turva( chuva) confusa como agora.

  7. Bells disse:

    No passado, a vida dele estava conturbada, o que o deixou confuso, por isso acabou cometendo os primeiros erros – ele estava desorientado, sua vida estava “nublada”.
    Se ele voltasse atrás e pudesse enchergar seus problemas com clareza, toda a vida dele seria melhorada, e toda a bola de neve que foi formada teria fim. As nuvens se dispersariam.

  8. Juvina Auana disse:

    Penso um pouco diferente dos comentários já vistos …A pessoa que eu vejo na música é uma pessoa pronte para a vida que já errou e aprendeu com os seus erros.E quando no início da música ele fala que “não deixa seus passos no chão” na verdade o que ele sugere é que não precisa provar pra nimguém que ele segue os seu caminho,não é preciso que se deixe marcas no chão.O seu destino não é de ninguém , se a pessoa não vê ele não entederá, e se ele não entende nunca consiguirá o ver,e não adianta procurar porque ele irà te surpreender…Ele é bem mais capaz do que se pensa…Então, procure seguir seu caminho ou buscar seus sonhos a cada manhã sem importar em provar para alguém que você segue o seu caminho…E mais, mostre a todos que embora eles não o veem você pode os surpreender.

  9. luiz alberto disse:

    Acho que essa música trata de uma pessoa que errou, e que por conata deste erro resolveu tomar outra postura, tornando-se fria em suas atitudes, e mais distante quando trata-se de relacionamento.

  10. Sra. X disse:

    A música fala dos primeiros erros, mas não caracteriza que esse erro foi cometido pelo narrador. O erro pode ter sido cometido contra o narrador.
    Entendo que é uma pessoa que sofreu muito na vida e teve que se fechar: “Não procure saber onde estou Meu destino não é de ninguém”.
    Prefere se isolar e não quer ser encontrado: “E eu não deixo Os meus passos no chão”.
    É o sentimento de uma pessoa incompreendida: “Se você não entende, não vê. Se não me vê, não entende…”
    Hoje essa pessoa prefere a distância, uma vez que seu jeito de ser não corresponde as expectativas. Se não pode ser aceito como é, então prefere que não se aproximem. “Não procure saber onde estou, Se o meu jeito te surpreende”
    Este “se”, deixa uma porta aberta para quem quiser acolhê-lo como é. Um último fio de esperança.
    Mas se a vida também tivesse sido diferente, se a pessoa tivesse conseguido que os erros cometidos contra ela não tivessem acontecido, talvez tivesse sido mais feliz. “E fizesse parar de chover, Nos primeiros erros, Meu corpo viraria sol, Minha mente viraria sol, Mas só chove e chove”
    A vida de chuva não foi escolha dele. Na verdade, ele queria ter tido o poder de fazer parar de chover. Se ele tivesse tido essa escolha, esse poder, tudo teria sido sol. Ele queria que tivesse sido diferente. Mas a escolha não era dele, então só chove, chove… E continua chovendo, pois a tristeza dessa história, será eterna.

  11. Telma Castro Silva disse:

    “Se um dia eu pudesse ver
    Meu passado inteiro
    E fizesse parar de chover
    Nos primeiros erros
    Meu corpo viraria sol”

    A chuva caiu sobre os “primeiros erros” e os fez brotar, crescer e por isso ele segue até hoje errando.
    Em oposição ao erro, e à escuridão do arrependimento, há o “sol” e se a chuva não tivesse feito seu passado ser de tantos erros, ele seria “sol”, um astro de luz e acertos.

    Acho simples… talvez porque também tenha cometido muitos erros :-))

  12. Zé Geraldo disse:

    Acredito que a música trata de algum trauma que o autor sofreu durante sua vida, e agora ele tenta voltar no passado e apagar isso de sua memória ou dar um significado para isso, mas ainda assim existe um bloqueio o que faz com que a chuva não pare…

  13. eduardo disse:

    Assim:Essa Musica Faz Parte De mim.
    Vamos La;;

    Um amor Platonico!
    Gosto dela e ela De mim,mais sou um jogador E num tem como conciliar.
    Quero Demostrar Meu amor a ela ,Mais quando estou com elaa Sou diferente,Nao Submeto a amar Pois Irei entristece-la e sempre a surpreendo .Se eu pedesse Voltar No tempo Eskeceria O futebol e Seria Todo dela.Mais nao volta..e esse e meu lema. A musica flaa sobre Uma pessoa que tem conflitos e naum consegue amar e naum deixem q o amem,e Com o tempo ele Descobri que Naum e oq ele queria.e pedi pra que deixem o olhar no seu passado Para mudar no seu primeiro erro .Acredito eu q era Amar Alguem que o amou. é Isso que Eu entendo.

    Brigado

  14. Isaac disse:

    Essa musica é a minha cara. Ela fala muito comigo

  15. Rafael disse:

    Essa música é uma autobiografia de Lúcifer !!!
    Ele lamenta seus primeiros erros, quando se levantou contra Deus e foi expulso do céu ! Ele quer voltar para a luz, que seu rosto “vire sol” mas não dá mais ! ele está em trevas ” só chove” É claro que se trata de um espírito, pois ele mesmo diz “eu não deixo os meus passos no chão”

  16. Johnatan disse:

    a musica pode ser analisada em duas historias.
    A Primeira fala que ele errou muito no seu passado,por isso que hoje ele sofre,ele usa a palavra chove de exemplo.o sol era a salvação pra ele se ele podesse mudar seu passado , o sol e usado como exemplo a palavra Paz.
    A Segundo pode ser uma historia de amor, ele errou muito na relação , mas ele ta arrenpedido se ele pudese volta ao passado ele mudaria tudo que ele fe de errado.mas tambem ao mesmo tempo ele fala pra uma certa pessoa se afastar dele porque ela não entende o que ele errou.

  17. Eu disse:

    respeito a opinião dos outros mas nao acredito que a musica fale de um espito- e nao deixo os meus passos no chão-. exitem hipoteses mais provaveis como por exemplo uma pessoa que é carregada, auxiliada, ou alguem que ficou paralisado depois de ter sofrido algo(quem nao anda nao deixa pegadas)

  18. anonymous disse:

    Comentar uma subjetividade alheia só nos trás abstrações insólitas, Só autor sabe o que a letra significa! Além disso é curtir a música e relaxar…

  19. Rafael Mello disse:

    “Meu caminho é cada manhã
    Não procure saber onde estou”
    (Ai ele se refere a uma rotina que ele ta vivendo, e no segundo verso ele fala que ta se escondendo de alguem, o qual vai explicar melhor depois.)

    “Meu destino não é de ninguém
    E eu não deixo
    Os meus passos no chão”
    (Ele começa dizendo que o destino “pertence a ninguem”, ou seja, ninguem sabe o vai acontecer com ele. E depois ele volta a fala de como ele se esocnde dessa pessoa, pois não deixa os passos no chão, não deixa rastros.)

    “Se você não entende, não vê
    Se não me vê, não entende…”
    (Ele estã num beco sem saida, pois se “ela” não entende o que ele sente por “ela”, não vai ver esse sentimento, e se não ver esse sentimento, não vai entende-lo)

    “Não procure saber onde estou
    Se o meu jeito te surpreende”
    (Esses versos são uma confirmação de tudo que foi dito antes)

    “Se o meu corpo virasse sol
    Se minha mente virasse sol
    Mas só chove e chove
    Chove e chove…”
    (Essa é uma mais partes mais bonitas. Quando ele se refe ao “corpo”, ele diz que queria que ela percebesse que ele existisse e sentisse o “calor” dele. Já quando se refere a “mente” ele quer a a mente dele “clareasse” pra ele saber o que fazer e como fazer. Mas nada disso acontece e qual o oposto de Sol? CHUVA.)

    “Se um dia eu pudesse ver
    Meu passado inteiro
    E fizesse parar de chover
    Nos primeiros erros
    Meu corpo viraria sol
    Minha mente viraria sol
    Mas só chove e chove
    Chove e chove…(2x)”
    (Ele usa de um raciocínio parecido com o de antes mas diz que deveria ter tomado uma atitude antes, e deveria ter feito alguma coisa nos “Primeios Erros”, mas gora só “chove e chove..”)

  20. kabal disse:

    Olá,
    Eu curto capital inicial e fico prestando atenção nas letras e nas melodias das músicas…
    Na verdade Capital tem muitas músicas depressoras e muitas mensagens subliminares que falam sobre drogas e outras coisas… e muita gente deve saber tambem que capital é uma banda crítica que nasceu nos anos 80, época da ditadura… eu lí todos os comentários e vou começar pela música “independência” toda pessoa que houve essa música pensa que ela fala de romantismo, mas infelizmente não é, se você analizar a letra verá que ela fala de separatismo, em relação aos EUA… e alguns acreditam em relação ao NORDESTE também… aqui a letra:

    (DO INÍCIO ATE A METADE FALA SOBRE INDEPENDENCIA DO BRASIL EM RELAÇAO AOS EUA…)se fosse so isso era bom mas da metade até o final fica um realce de separatismo do nordeste o que não é bom…

    Toda essa curiosidade
    Que você tem pelo que eu faço
    Eu não gosto de me explicar
    Eu não gosto de me explicar…

    Toda essa intensidade
    Buscamos identidade
    Mas não sabemos explicar
    Mas não sabemos explicar…

    Se paro e me pergunto
    Será que existe alguma razão
    Prá viver assim
    Se não estamos
    De verdade juntos…

    Procuramos independência
    Acreditamos na distância entre nós
    Procuramos independência
    Acreditamos na distância entre nós…

    (DAQUI DESSE TRECHO EU ACHO QUE TEM A VER COM O SEPARATISMO DO NORDESTE)

    Toda essa meia verdade
    A qual temos nos conformado
    Só conseguimos nos afastar
    Nós aprendemos a aceitar…

    Tantas coisas pela metade
    Como essa imensa vontade
    Que não sabemos explicar
    Que não sabemos saciar…

    Se paro e me pergunto
    Será que existe alguma razão
    Prá viver assim
    Se não estamos
    De verdade juntos…

    Procuramos independência
    Acreditamos na distância entre nós
    Procuramos independência
    Acreditamos na distância entre nós…(2x)

    Toda essa curiosidade
    Toda essa intensidade
    Toda essa meia verdade
    Tantas coisas pela metade
    Toda essa curiosidade
    Toda essa intensidade…

    A segunda música é ” Algum dia”
    Parece ter um pouco de ateísmo misturado com críticas às religiões ” FÁTIMA” e “O MUNDO” também dão o mesmo sentido…

    Músicas depressoras, que expressam solidão abandono: do Acústico: ” Eu vou estar”, ” Cai a noite”; outras: “NINGUÉM”, “OLHOS VERMELHOS”

    Músicas que falam de álcool e drogas e sexo: “Sexo & Drogas”
    “leve desespero”, “respirar você”, “Eu nunca disse Adeus”, “Natacha”, ” quatro vezes você”, “Todas as noites”,

    Críticas populare: “veraneio vascaína”, “Fátima”, ” Passageiro”, “Algum dia”

    As músicas parecem retratar bastante as vivências de que as fez, se não, não faria nenhum sentido…

    Todas se direcionam a uma só coisa… em todas as letras…

  21. Hudson disse:

    Cara nunca vi tantas interpretações idiotas na minha vida, essas pessoas que acham q qualquer coisa refere-se ao demônio, Só vivem com o pensamento dele, eu acho q cada um tem a sua opinião, e a nossa interpretação das coisas tá relativamente ligada do q nós somos.

  22. Yvan disse:

    O meu caminho é a cada manhã. Eu não vivo na rotina, cada manhã decido aleatoriamente pra onde vou. Não procure saber onde estou, não queira ser a dona da minha vida. Meu destino não é de ninguém, minha vida não é sua. Eu não deixo meus passos no chão, não digo onde estou indo, não quero que me procurem, sou independente, eu não gosto de me explicar.
    Se você não entende isso, não consegue ver a vida como eu vejo. Se você não me vê vivendo, não consegue entender como eu vivo. Não procure saber onde eu estou, não venha atrás de mim, já que você não consegue aceitar o meu jeito, que sempre te surpreende.
    O Sol representa a perfeição e a chuva, em contraste, representa os erros.
    Se o meu corpo virasse sol, se minha mente virasse sol, se eu fosse perfeito… Mas eu não sou perfeito, só chove, chove, eu só erro, só erro.
    Então pare de me procurar, eu não sou perfeito.

    Se um dia eu pudesse ver, meu passado inteiro. E fizesse parar de chover nos primeiros erros, meu corpo viraria sol, minha mente viraria sol… Se eu pudesse, um dia, ver todo o meu passado e corrigir os primeiros erros, meu corpo e minha mente seriam perfeitos, mas a gente não pode voltar no tempo…
    E só chove, só há erros…
    Só chove, a gente vive errando na vida.

  23. Orion disse:

    Quem nunca desejou ter uma nova chance? A música é sobre isso, a tentativa de ter uma nova chance por isso PRIMEIROS ERROS “Se um dia eu pudesse ver,meu passado inteiro,e fizesse parar de chover” é a esperança de ter uma nova chance; de fazer a coisa certa.

  24. Teresa disse:

    Concordo com a análise do menino RAFAEL, pois fala do encosto, de que basta a cada dia seu próprio mal (Meu caminho é cada manhã), que a cada dia mais pessoas procuram (não procure saber onde estou),os versos que ele citou (Não deixo meus passos no chão)- serviço de macumba na encruzilhada delivery, não ve e não entende, e vai arder no fogo do capeta

  25. sandra disse:

    ESSA MÚSICA FALA SOBRE A CHANCE DE VOLTAR ATRÁS E FAZER TUDO DIFERENTE. ELE SERIA UMA OUTRA PESSOA, ELE MUDARIA O RUMO DA HISTÓRIA,MUDARIA VALORES,ENTENDERIA MAIS,AS COISAS PEDERIA SEREMDIFERENTE, TERIA MAIS SONHOS E ESSES BRILHASSSEM MAIS,MAS COMO NÃO DAPRA VOLTAR ATRÁS, SÓ MUDANDO NOSSA POSTURA DIANTE DE TUDO PRA FAZER DIFERENTE E OS RESULTADOS SERIA COMO O BRILHO DO SOL

  26. edu alves disse:

    essa musica é do capital ou do Kiko?

  27. Ytamara disse:

    As primeiras estrofes é o que a pessoa se tornou depois dos seus primeiros erros, Ela não consegue sorrir, ser sociável ou qualquer coisa que seja como sol.
    Ela se tornou alguém solitária e melancólica algo como a chuva.
    O seu desejo era ser como sol, mais não pode pois os erros dela é como chuva.

  28. dlj disse:

    quando foi feita essa musica ???????????

  29. Felipe Alfaia disse:

    Vemos que durante a criação desta música lindíssima, o autor estava muito chapado, por isso ele só vê chuva e nem um resquício de sol. Quando estamos muito drogado, queremos as coisas impossíveis, como por exemplo voltar e mudar o passado.

  30. Marcus disse:

    Acredito que é uma pessoa frequentemente julgada pelos erros, por isso no começo, é praticamente um retrato da insatisfação dele em ser julgado, pois só ele conhece a si mesmo. E depois ele fala do arrependimento, que se pudesse voltar atrás e não cometer os mesmos erros, ele o faria. Mas, ao mesmo tempo, não consegue parar de errar, pois ninguém é perfeito. E assim continua o ciclo, ele sempre será julgado pelos erros, sejam do passado, ou do presente.
    Grande Kiko Zambianchi!

  31. douglas disse:

    manero

  32. jessica almeida disse:

    Acredito que ele quis dizer que hoje em dia ele é uma pessoa que não segue rotinas, que a cada manhã é um novo dia pra ele, que ele não planeja muito. E que por isso, é melhor não querer saver muito da vida dele, que ele é uma pessoa muito independente (talvez não por opçao). Quem não compreende seu jeito não o conhece de verdade, e quem não entra em contato com ele, nunca o entenderá. Ele é o tipo de pessoa muito indefinível, nunca da pra imaginar onde ele está, (numa bar, biblioteca ou numa praia? )Não da pra imaginar… ele é uma pessoa que surpreende. E aí no resto da canção ele reflete sobre seu passado, que cometeu muitos erros (chuva) e que queria poder mudar esses erros (viraria sol) mas não pode consertar (só chove e chove). Me parece uma pessoa que sofreu muito e agora é sozinho, não sofre, porém não é completamente feliz.

  33. Felipe Confessor disse:

    Essa música fala de voce olhar pra tras e ver seus erros e aprender com eles…. quem nunca desejou voltar atras e concertar uma cagada….

    é uma letra que fala sobre REDENÇÃO

  34. Camilla disse:

    Cada um tem uma relação singular com a arte. Na minha concepção, acredito que a letra refere ao amor próprio e perdoar-se.
    Quando diz ” Se um dia eu pudesse ver meu passado inteiro, e fizesse parar de chover nos primeiros erros. Meu corpo viraria sol…” é um exemplo claro do quanto aprender a perdoar seus próprios erros ( até rir deles) é libertador, revitalizante e saudável. Culpa é uma palavra vinculada à prisão… Resumindo, entendo como alguém em conflitos ambivalentes, procurando a liberdade de seu rígido superego, mas ainda muito preso a ele. Quem já passou por isso dou os parabéns, pois a maioria das pessoas nunca saem dessa fase.

  35. Guilherme disse:

    É subjetivo como a arte é em si. Entretanto, acho que acreditar que se trata de uma música falando sobre um amor romântico é ir por um lado onde muita coisa não fecha bem. Minha análise é totalmente em termos de consciência (ou espiritualidade como falou outro acima, mas são termos que simbolizam a mesma perspectiva):

    Meu caminho é cada manhã
    (cheguei num patamar de consciência onde vivo o aqui e agora)
    Não procure saber onde estou
    (não saia do mundinho que você vive pra tentar me entender que vai se arrepender)
    Meu destino não é de ninguém
    (meu destino não é de um “alguém”)
    E eu não deixo
    Os meus passos no chão
    (já que não sou “alguém”, sou consciência pura)
    Se você não entende, não vê
    Se não me vê, não entende…
    (ou você já se aprofundou muito dentro de si mesmo e consegue compreender o que ele diz, ou não consegue e ponto, só que entrou no seu templo interior e quebrou as barreiras falsas do ego são capazes de enxergar)

    Não procure saber onde estou
    Se o meu jeito te surpreende
    (mais uma vez ele diz, não procure entender sobre isso, o choque vai ser muito grande pra você)
    Se o meu corpo virasse sol
    Se minha mente virasse sol
    (o sol é representado como um ser iluminado, como estar no céu, estar em um patamar avançado de consciência, totalmente em paz, onde tu se aproxima da consciência superior)
    Mas só chove e chove
    Chove e chove…
    (ele está em algum tipo de inferno, pra quem não sabe o inferno nada mais é do que um lugar dentro da nossa cabeça, onde enxergamos o mundo com tristeza, é tudo consciência, na verdade até mesmo o inferno bíblico é isso, mas as pessoas não entendem que não se trata de um lugar e si um estado de espírito)

    Refrão:
    Se um dia eu pudesse ver
    Meu passado inteiro
    E fizesse parar de chover
    Nos primeiros erros
    Meu corpo viraria sol
    Minha mente viraria sol
    Mas só chove e chove
    Chove e chove…(2x)

    (acho que o resto vocês podem interpretar, é bem simples e segue a mesma analogia espiritual de antes)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *