Letras de Bezerra da Silva

Música Número de comentários
A Fumaça Já Subiu Pra CucaNenhum comentário
A Gíria é a Cultura do PovoNenhum comentário
A Lei do MorroNenhum comentário
A Macaca Vai CantarNenhum comentário
A NecessidadeNenhum comentário
A Rasteira do PresidenteNenhum comentário
A Semente1 commentário
Acordo de Malandro1 commentário
Aqueles MorrosNenhum comentário
Arruda de GuinéNenhum comentário
As 40 DP´sNenhum comentário
As Favelas que não ExalteiNenhum comentário
Asa a CobraNenhum comentário
Bata da VovóNenhum comentário
Bicho FerozNenhum comentário
Candidato Caô CaôNenhum comentário
Catatau NervosoNenhum comentário
Cobra CriadaNenhum comentário
Cobra MandadaNenhum comentário
Coca Aí Na Geladeira1 commentário
Da PesadaNenhum comentário
Dando Mole Pra KojakNenhum comentário
Dedo DuroNenhum comentário
Defunto CagueteNenhum comentário
Defunto GrampeadoNenhum comentário
Divino MestreNenhum comentário
É Ladrão Que Não Acaba Mais1 commentário
É Rabo de SaiaNenhum comentário
Ele Cagueta com o Dedão do PéNenhum comentário
Em Seu LarNenhum comentário
Erva Proibida2 comentários
Eu Sou FavelaNenhum comentário
Eu Tiro É OndaNenhum comentário
Fofoqueiro é a Imagem do CãoNenhum comentário
Foi o Dr. Delegado que DisseNenhum comentário
Fui Obrigado a ChorarNenhum comentário
Ilha GrandeNenhum comentário
IolandaNenhum comentário
Jogo ProibidoNenhum comentário
Justiça SocialNenhum comentário
Levanta a CabeçaNenhum comentário
Malandragem Dá Um Tempo1 commentário
Malandro Demais Vira BichoNenhum comentário
Malandro é Malandro e Mané é ManéNenhum comentário
Malandro RifeNenhum comentário
Meu Bom JuizNenhum comentário
Meu Pai É General De UmbandaNenhum comentário
Minha Sogra Parece Sapatão1 commentário
Na Boca Do MatoNenhum comentário
Na Hora Da DuraNenhum comentário
No Meu BarcoNenhum comentário
O Doutor Está na sua CapturaçãoNenhum comentário
O Malandro era ForteNenhum comentário
Os Direitos do OtárioNenhum comentário
Overdose de CocadaNenhum comentário
Partideiro IndigestoNenhum comentário
Pega EuNenhum comentário
PiranhaNenhum comentário
Preconceito de CorNenhum comentário
Produto ImportadoNenhum comentário
Quem Usa Antena É TelevisãoNenhum comentário
Rapa CuiaNenhum comentário
São MurungarNenhum comentário
Se Leonardo Dá Vinte..Nenhum comentário
Sequestraram Minha SograNenhum comentário
Só Via Faca VoarNenhum comentário
Sua Cabeça Não Passa Na PortaNenhum comentário
Tua Batata Tá AssandoNenhum comentário
Um Comédia nas ParadasNenhum comentário
Vingança CruelNenhum comentário
Vítimas da Sociedade1 commentário
Vou Contar Até TrêsNenhum comentário
Vovô Cantou pra SubirNenhum comentário
Zé Fofinho de OgumNenhum comentário