Eu Comi a Madonna

7 comentários

Ana Carolina

Me esquenta com o vapor da boca
E a fenda mela
Imprensando minha coxa
Na coxa que é dela

Dobra os joelhos e implora
O meu líquido
Me quer, me quer, me quer e quer ver
Meu nervo rígido

É dessas mulheres pra comer com dez talheres
De quatro, lado, frente, verso, embaixo, em pé
Roer, revirar, retorcer, lambuzar e deixar o seu corpo
Tremendo, gemendo, gemendo, gemendo

Ela ‘tava’ demais,
Peito nu com cinco ou seis colares,
Me fez levitar em meio a sete mares,
E me pediu que lhe batesse,
Lhe arrombasse,
Lhe chamasse de cafona, marafona, bandidona.

Fui eu quem bebi, comi a madonna
Fui eu quem bebi, comi a madonna

Chegou com mais três amigas, cinta-liga,
Perna dura, dorso quente
Toda língua e me encoxou
Me apertou, me provocou e perguntou:
Quem é tua dona? Quem é tua dona? É, é
Fui eu quem bebi, comi a madonna
Fui eu quem bebi, comi a madonna


7 comments on “Eu Comi a Madonna

  1. Renata disse:

    A musica apresentada mostra através de uma descrição bem detalhada e erótica, de modo que ela usa figuras de linguagem para deixar sub entendido todo o momento da relação.
    Após toda essa descrição, ela vulgariza a percera que neste caso é a Madona com palavras do tipo “Roer” e assim ela deixa bem claro como foi a noite que ela passou com sua amada.
    Por fim ela retrata a orgia que acontece depois que as amigas da amada chega e e Madona começa a lhe deixar em posições submissas a ela.
    Bom, para quem consegue entender a música é muito excitante!

  2. Teresa disse:

    Esta música é um desejo homossexual (como todos sabem, a Ana Carolina é lésbica) de não apenas ter conjunção carnal com a pop star americana MADONNA, mas de desejos libidinosos e de toda luxúria, como “e a fenda mela”, muito explícito.”e implora o meu líquido” é um pedido de satisfação final, depois de ter devorado o prato principal.

  3. Lucilene disse:

    Com extrema sabedoria ela descreve o desejo pela Madonna deixando claro que é somente o efeito da bebida que o eu lírico canta, como pode-se observar no verso “Fui eu quem bebi, comi a madonna”, isso é o que mais me chama atenção na letra toda, além de todas as entrelinhas que existem no restante da música que a tornam sensual e de um modo até intelectual pela sabedoria da colocação das palavras.

  4. Meire disse:

    ESSA MÚSICA É MUITO SIMPLES DE INTERPRETAR. ELA OU ELE – O POETA COMEU UMA MULHER TÃO GOSTOSA, Foi UM SEXO TÃO BOM , QUE PRA ELE OU ELA ESSA MULHER É A MADONNA.

  5. Thais disse:

    Letra de conotação sexual forte e muito sensual. Um sexo casual tão maravilhoso que a remeteu ao seu desejo idolatra de ter comido a Madonna.

  6. Fernanda disse:

    Galera, a MADONNA aí está assumindo um jogo de palavras Má Dona (dona malvada). Não está falando da cantora.
    A prova é tanto é que não há referências que esteja falando da cantora e sim de uma dona malvada, que a deixa de joelho, submissa, que a pede para “ofendê-la”. Mas claro, isso não é ruim, é apenas um fetiche sexual.

  7. Luana disse:

    O eu lírico fala dos momentos íntimos e intensos q viveu com uma mulher (apelidada de madona), onde há um desejo sexual muito grande. E nisso ele conta as peripécias vividas, e a ousadia dessa amante.

    *obs: Ana Carolina é bissexual. Corrigindo um comentário anterior.

Deixe uma resposta para Thais Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *